Páginas

Número de Visitas

Seguidores

Olá amigos!

Acreditamos que há uma outra história da humanidade a ser contada. A maioria dos posts baseiam-se nos estudos dos meus autores preferidos.

Cito alguns: Zacharia Sitchin, J. J. Benitez, Robert Bauval, Graham Hancock, Erich Von Daniken, entre outros.

Com o desaparecimento da biblioteca de Alexandria uma grande parte da nossa história foi perdida, mas com a descoberta da biblioteca do rei assírio Assurbanipal, parte dela foi recuperada para nos trazer um pouco mais de luz sobre a historia da humanidade. Mais info aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/Biblioteca_de_Ninive

Wanderley Xavier

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Os Apagões e os OVNIs

Devido aos poderosos campos magnéticos que os OVNIs aparentemente geram, se uma destas naves, com 30 metros de diâmetro, se deslocasse sobre uma cidade a 150 metros de altura, as correntes parasitas que se induziriam nos cabos elétricos poderiam fundir fusíveis. Esta é uma das razões pela qual possivelmente os chamados discos voadores evitam sobrevoar zonas habitadas a baixa altura. Em 1952 já havia quem previsse que os OVNIs pudessem provocar blecautes devido ao poderoso campo magnético. Naquele ano, devido aos vários relatos de supostos discos voadores em território canadense, o governo daquele país criou o "Plano Imã", para investigar tudo o que envolvesse OVNIs no Canadá.

O incidente que gerou esta decisão aconteceu em 01/02/1952, quando um disco vermelho-alaranjado que se deslocava a grande altura desceu e sobrevoou a base da Força Aérea Canadense em North Bay. Durante uns oito minutos ele evolucionou nos arredores e, considerando-se a altura em que o fazia, a maioria dos observadores (pessoal técnico e aviadores militares) calculou que se tratava de um dos maiores OVNIs já vistos até então naquele país, além de constatar que sua velocidade superava a do som.
O serviço de Inteligência negou-se a comentar o fenômeno, ao mesmo tempo em que a notícia chegava à população em geral. Quase que em seguida, um segundo objeto foi avistado também sobre a base. Vinha do Sudoeste e parou sobre as instalações. Depois, afastou-se a grande velocidade, até se perder de vista.

O primeiro grande apagão que se tem notícia aconteceu em 13/11/1965 e afetou todo o Norte dos Estados Unidos e as províncias canadenses de Ontário e Quebec. Começou às 17h28 e terminou exatamente 12 horas depois, às 5h28 da manhã do outro dia. Como resultado, não houve transportes, jornais ou televisão. Aviões não puderam decolar ou aterrissar nas partes afetadas. Somente as emissoras de rádio continuaram funcionando, graças a geradores. Os locutores transmitiam as ordens do governo para aquela situação, que eram ouvidas apenas nos rádios dos automóveis.

O blecaute foi rapidamente associado a aparições de discos voadores avistados em New Hampshire, nos Estados Unidos e os ufólogos especularam que os tripulantes dessas naves sabiam exatamente como localizar as áreas mais estratégicas e cortar o fornecimento de energia. Jornais americanos noticiaram que cerca de 1 milhão de pessoas ficou preso em elevadores ou metrôs. Felizmente, não houve pânico.

Várias testemunhas disseram ter visto uma grande bola vermelha, de aproximadamente 30 metros de diâmetro. Entre elas, o piloto Welson Ross, que estava em seu avião acompanhado de um aluno de pilotagem. Seu avião aproximava-se de Syracuse, Estado de Nova Iorque, onde deveria aterrissar. Ao olhar debaixo de seu avião, justamente quando sobrevoava as linhas elétricas próximas ao ponto inicial do blecaute, viu um disco. Eram 17h15 e nesse momento exato ocorreu o corte de energia elétrica. Na mesma ocasião, um homem que estava a vários quilometros do local também avistou o suposto disco voador.

MAIS OVNIs

Dez minutos mais tarde, às 17h25, em Holleston, Massachyusetts, um casal munido de binóculos detectou um objeto branco e enorme que se deslocava lentamente no céu. Este objeto foi visto ao mesmo tempo e na mesma cidade por um jovem de 17 anos. Naquele mesmo dia, uma senhora conduzia seu automóvel por uma avenida em Orange, Nova Jersey.

Em dado momento, ela reparou em "algo como uma bóia vermelha no céu". Ao vê-la, a motorista parou seu carro e tentou avisar outros condutores, mas não teve sucesso. Segundo ela, o OVNI desapareceu atrás das árvores e parecia uma meia-lua vermelho-brasa e essa testemunha teve a impressão de que ele estava "coroado" por algo. (Nota do Grupo "Ufo-Gênesis": a descrição do objeto é idêntica ao disco voador em forma de barca do "Caso Maria Eugênia", em Piracicaba, em dezembro de 1999.

Para maiores detalhes sobre esse caso, queira procurar a seção correspondente).
Em Nova Iorque, jornalistas localizaram duas senhoras desconhecidas entre si que, no momento do apagão, viram misteriosos objetos deslocando-se no céu. Houve inclusive quem conseguisse fotografar alguns OVNIs atravessando a cidade. Uma das senhoras descreveu sua experiência assim: "Olhei com meus binóculos através da janela e vi no céu uma grande quantidade de aviões. Continuei observando e, de repente, algo parecido com uma cúpula enorme, circular, se apresentou ante meus olhos. Se deslocava em ziguezague. Sua cor era prateada."


Apesar da cidade de Filadélfia não ter sofrido o blecaute, muitas pessoas afirmaram ter visto, exatamente na hora do acontecido, uma curiosa nuvem em forma de moeda ou disco. Aquele blecaute, devido às suas características anormais (não foi um simples corte de energia) consistiu no que poderíamos chamar de "fenômeno inexplicável". Foi o primeiro de uma série de apagões que vieram depois.
BLECAUTES EM SÉRIE
Em 15/11/1952 ocorreu uma série de blecautes na Inglaterra e poucos dias depois o fenômeno se repetiu em Villa San Pablo, Minnesota. A concessionária de energia não pôde localizar a origem da falha. É importante ressaltar que, no momento dos apagões, inúmeras testemunhas puderam ver no céu uma série de objetos não identificados com "auras azuis e brancas". Em 02/12/52 foi a vez da cidades de Alamogordo (Novo México), El Paso (Texas) e em Juarez (México).
Mas, o mistério dos blecautes não terminou lá, pois em 26/12/52, tanto a cidade de Buenos Aires, na Argentina, como também toda a população num raio de 80 quilometros daquela capital, ficaram em completa escuridão. No mesmo dia, quatro das maiores cidades da Finlândia também tiveram apagões. Em ambos os casos várias pessoas disseram ter visto uma formação de OVNIs atravessando o espaço aéreo das zonas afetadas. Como nos outros apagões, não foi possível determinar a origem do problema.

EFEITO MAGNÉTICO

Há um efeito magnético provocado pelos discos voadores capaz de criar pane nos sistemas elétricos de qualquer tipo, independente do tamanho das instalações afetados. Há casos em que equipamentos danificados voltam a funcionar (como ocorreu na Itália em 1978, quando um gerador defeituoso voltou a funcionar depois de estar desativado há alguns anos) ou de cargas elétricas circulando onde não deveriam. Exemplo disso vitimou um eletricista russo, que quase morreu ao levar um grande choque elétrico quando mexia num fio desligado no momento em que um disco voador passava sobre ele. Esse fenômeno pode envolver tanto uma extensa região de milhões de quilometros quadrados como um pequeno povoado, ou também em equipamentos, eletrodomésticos e automóveis. No caso de veículos toda vez que há interferência eletromagnética de um OVNI na parte elétrica o problema só se resolve quando a nave extraterrestre se afasta.

Uma teoria que pode explicar a interferência de OVNIs sobre nossos sistemas elétricos é a da ionização do ar. Se os supostos discos voadores emitissem partículas radioativas, dependendo de sua intensidade poderiam ocasionar a ionização do ar ao seu redor. Esse fenômeno equivaleria a um curto-circuito. Se esse curto-circuito fosse muito forte, poderia chegar a fundir cabos condutores ou até queimar geradores. No caso de sua intensidade ser fraca, provocaria apenas paralisação de equipamentos ou corte de iluminação enquanto durassem seus efeitos.

Há hipóteses interessantes relacionadas ao tipo de motor e interferência de OVNIs: Em 14/11/1954, na cidade de Forli, Itália, dois agricultores andavam lado a lado com seus tratores, um de motor a explosão e outro com motor a diesel. Em dado momento, um OVNI resplandecente passou por cima dos tratores e somente o que era movido a diesel continuou funcionando. Se os OVNIs geram poderoso campo eletromagnético ou possuem algum tipo de radioatividade, somente o motor a explosão seria afetado, por seu funcionamento depender da eletricidade. Por operar com outros princípios, o motor diesel parece não ser afetado.

Parece interessante aos ufólogos observar o combustível usado em veículos ou geradores para comprovar ou não a influência de OVNIs sobre esse tipo de motor. Se você conhece algum caso de interferência de supostos discos voadores sobre motores a diesel, por favor, relate por e-mail ao Grupo "Ufo-Gênesis."

O IMPRESSIONANTE CASO DO FORTE ITAIPÚ

Um dos mais impressionantes relatos sobre blecaute provocado por OVNIs no Brasil foi o famoso caso do Forte Itaipú, em São Vicente, Litoral de São Paulo, na madrugada de 04/11/57. Nessa ocasião, todos os sistemas elétricos do forte deixaram de funcionar. Ao mesmo tempo, duas sentinelas que estavam de guarda sofreram graves queimaduras quando um OVNI esférico de cor vermelha desceu a pequena altura sobre os dois.
Um dos soldados, vencido pelo intenso calor, caiu de joelhos e desmaiou. Seu companheiro gritava de medo e de dor e jogou-se debaixo de um canhão para se proteger daquela luz intensa. Seus gritos despertaram a atenção das tropas da guarnição, mas antes que pudessem sair dos alojamentos, todas as luzes se apagaram, voltando poucos minutos depois. Alguns dos militares puderam ver o OVNI afastando-se rumo ao espaço.

Após o atendimento médico aos dois sentinelas atingidos, o comandante do Forte Itaipú enviou uma mensagem urgente para o Comando do Exército (na época, Quartel General do Exército). Como os Estados Unidos já "tomavam conta" de casos semelhantes, as autoridades brasileiras pediram apoio através da Embaixada dos Estados Unidos. Pouco tempo depois, pesquisadores militares dos EUA vieram pesquisar o caso.

Somente há poucos anos atrás suas informações foram liberadas pelos americanos, através de um documento da Embaixada mostrando, resumidamente, o que ocorreu na ocasião. A liberação foi possível através da chamada Lei de Liberdade de Informação americana.Ufólogos constataram que as piores queimaduras nos soldados atingidos pelo OVNI estavam por baixo de suas fardas, como se fossem de um tipo de raio microondas. O acidente foi abafado, apesar das várias testemunhas que viram tudo.

O conceituado ufólogo Mário Rangel, de São Paulo, autor do livro "Seqüestros alienígenas, Investigando Ufologia Com E Sem Hipnose", descobriu informações atualizadas sobre o paradeiro de alguns militares envolvidos no caso do Forte Itaipú. Confira:

"1-A Fortaleza está aberta à visitação pública aos sábados e domingos, das 10 às 18 horas;

2-O endereço postal é 6º Grupo Armado de Costa Mecanizado, Fortaleza de Itaipú, Av. Marechal Mallet s/nº, CEP 11700-900, Praia Grande/SP, o e-mail é sgacosm@praiagrande.com.br e o telefone é (0xx13) 3473.2511.

3-O atual comandante é o Tenente Coronel Edison Lefone. Em 1968 foi comandante lá o atual vereador em São Paulo e ex-Secretário da Segurança Coronel Erasmo Dias, muito conhecido, e que deve saber algo a respeito.

4-Em novembro de 1957 era comandante o Tenente Coronel Osmar Ribeiro de Moura. Estará vivo?

5-O ufólogo ou jornalista que publicar entrevista com os dois sentinelas, que devem ter 63/64 anos, vai prestar um grande serviço para a Ufologia mundial.

6-Tenho reprodução do artigo escrito pelo Dr. Olavo Fontoura e publicado em inglês nos Estados Unidos sobre o caso da Fortaleza de Itaipú. Quem quiser, é só pedir.

7-O Livro Vermelho dos Discos Voadores, do prof. Flávio Pereira, cita o caso Itaipú nas pgs.394/395 e outras. UFO Enciclopédia dos Fenômenos Aeroespaciais Anômalos, do Philippe van Putten cita na página 62. Planeta - Ufologia, Os OVNIs chegaram, de setembro de 1982 cita, com ilustração, na página 23.
Leia os seguintes estudos:

ANJOS: DEUSES OU ETS?

HISTÓRIA OCULTA

wanderleyx@usa.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe!

Prova que os EUA desenvolvem veículos voadores (tipo OVNIS)

Imagens Secretas de OVNIS da NASA

Vídeo incrível da NASA captura o que parece ser uma gigantesca nave alienígena.

Twitter