Número de Visitas

Seguidores

Olá amigos!

Acreditamos que há uma outra história da humanidade a ser contada. A maioria dos posts baseiam-se nos estudos dos meus autores preferidos.

Cito alguns: Zacharia Sitchin, J. J. Benitez, Robert Bauval, Graham Hancock, Erich Von Daniken, entre outros.

Com o desaparecimento da biblioteca de Alexandria uma grande parte da nossa história foi perdida, mas com a descoberta da biblioteca do rei assírio Assurbanipal, parte dela foi recuperada para nos trazer um pouco mais de luz sobre a historia da humanidade. Mais info aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/Biblioteca_de_Ninive

Wanderley Xavier

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

JESUS, O NATAL E O SOL INVENCÍVEL



Dia 25 de Dezembro era a data em que os romanos celebravam o Natalis Solis Invictus, isto é, do nascimento do Sol Invencível. É o momento em que o Sol inicia a sua ascensão triunfante, representando a luz que nunca morre e vence sempre.

O imperador Aureliano introduziu um culto oficial do Sol Invicto em 270 d.C., fazendo do Deus Sol a primeira divindade do império por influência do MITRAÍSMO persa, onde o Sol era reverenciado sob o codinome de MITRA.

Data em que ocorre o solstício de inverno, um fenómeno astronômico usado para marcar o início do inverno. Ocorre normalmente por volta do dia 21 de Junho no hemisfério sul e 22 ou até 25 de Dezembro no hemisfério norte.

O solstício de inverno ocorre quando o Sol atinge a maior distância angular em relação ao plano que passa pela linha do equador.

As mais antigas civilizações pré-cristãs celebravam nesta data em exaltação a luz, a divindade solar.

O cristianismo assimilou esta festa e a ela deu um novo sentido. Data em que se celebra o nascimento daquele que veio para tirar a humanidade das trevas.

Jesus, representa a luz divina entre os homens, o Emanuel (Deus conosco). Assim, o Natal se transformou numa poderosa e emocionante festa celebrada em todo mundo, lembrando a humanidade da sua origem divina e da necessidade de buscarmos a luz que dissipa as trevas da ignorância, do ódio e da intolerância.

Independente da religião de cada um, o Natal é tempo de celebrarmos a vida e os valores mais profundos que trazem a existência o verdadeiro sentido. E o sentido da vida é amarmos sempre e sem medida, pois quem ama não tem defeitos.

HO HO HO HO HO HO...


FELIZ NATAL!

Compartilhe!

Prova que os EUA desenvolvem veículos voadores (tipo OVNIS)

Imagens Secretas de OVNIS da NASA

Vídeo incrível da NASA captura o que parece ser uma gigantesca nave alienígena.

Twitter